Don’t look – A Morte te Aguarda

Prime Video, claro!
Título: Don't look - A Morte te Aguarda.
Gênero: Slasher / Terror / Duvidoso
Ano: 2018

Sinopse: Um grupo de amigos, com estereótipos cinematográficos mais do que manjados, resolve passar uns dias em uma choupana afastada. Nicole, uma das garotas do grupo, é a dona da casa, e quando era criança presenciou a morte de sua mãe no mesmo local. O que era pra ser um momento de lazer, regado à cachaças de quinta categoria, logo vira uma chacina de autoria de um desconhecido assassino psicopata e mascarado.

Mais uma deliciosa pérola do Prime Vídeo meus amigos. É uma desgraça!

Antes de começar a esmiuçar essa obra prima, queria dizer que ando ausente nos meus posts e peço desculpas. Estou com outros objetivos de vida que preciso dar prioridade, mas vou voltar aos poucos. Não pretendo abandonar o blog, beleza? Bora para a minha opinião sobre essa nobre película.

O filme começa com uma cena duvidosa com uma criança em um balanço no quintal. A criança escuta um barulho de estopim vindo de dentro da casa e vai lá ver o que está pegando. Ao chegar na cozinha, sua mãe está morta. Seu pai, com a esposa morta deitada em seus braços, olha para a garota e diz: “Não olhe!”. E por isso que o filme se chama Don’t Look (Não Olhe, em inglês). Já começou mal!

Daí pra frente é uma história chechelenta, com um roteiro igual à milhões de outros filmes de terror no mesmo estilo. Não tem absolutamente NADA de inovação.

Começa com um grupo de 5  amigos viajando dentro de um carro, falando um monte de groselha. Tentam fazer piadas e deboches uns com os outros, mas acabam causando o sentimento de vergonha alheia ao espectador.

O objetivo da viagem é passar um tempo na casa de uma das garotas do grupo. Casa ao qual a garota passou sua infância e presenciou a morte dos pais. Aí já começa a insultar a inteligência do espectador, pois quem em sã consciência vai querer passar férias em um local afastado onde os pais foram assassinados na infância? É querer se torturar, né?

A ambientação é péssima. A proposta do filme é que um grupo de pessoas passe um tempo em um local afastado, com clima de fazenda, mas a realidade é que não passa de uma casinha em um bairro comum em uma cidade de interior.

O grupo acaba sendo perseguido por um assassino, completamente desmiolado, usando uma máscara de “bebê que se fantasiou de palhaço“? Vejam a capa do filme aqui no post. Não parece isso?

O pior de tudo são as atuações. É uma disputa de quem atua pior. Mas para mim, a “atriz” brasileira Luciana Faulhaber conseguiu levar o troféu. O personagem que ela fez, embora mais do que clichê e mal interpretado, não foi o maior problema, mas sim os gritos de susto e terror que saiam da boca dela nas cenas de jump-scares e perseguições. PÉSSIMO!

A trama é fraca e repetitiva. Mais do mesmo com plágios baratos. Para os viciados em filmes de terror, vão sacar a trama logo no começo. O plot é básico demais e extremamente manjado. A história demora para ser contada, levando um século para acontecer alguma ação. Se levassem 5 minutos para introduzir a história, e 1 hora e meia de morte e chacina, seria mais interessante.

Os erros de continuidade e os erros na história são constantes, desafiando e ofendendo a inteligência do espectador.

Pra fechar, a única coisa que eu achei que deu uma salvada na película foram algumas mortes que tiveram um trabalho um pouco mais dedicado, com cenas sanguinárias e realistas. De resto, foi só mais um filmeco que será esquecido ao longo do tempo.

Para assistir, basta ter paciência. Tem completo e de graça no youtube, porém é dublado (que talvez não seja tão ruim, uma vez que os áudios originais são péssimos).

Enfim, essa foi a minha opinião à respeito dessa pérola. Opinião de alguém que não tem a menor experiência em atuar e fazer filmes. Ou seja, um entusiasta do gênero. Se você gostou de Don’t Look, não tem porque revoltar-se. Gosto é gosto.

By:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: